Página inicial
Sala de leitura
Enem
Críticas e sugestões
Eventos
Links paratodos
videos
 


CLIQUE NA IMAGEM
ACIMA, E CONHEÇA ALGUNS VIDEOS DIDÁTICOS CPTEC.INPE


CLIQUE NA IMAGEM
ACIMA, E CONHEÇA JOGO – QUEBRA CABEÇA COM MAPA-MÚNDI FÍSICO


CLIQUE NA IMAGEM
ACIMA, E CONHEÇA MAPA INTERATIVO DAS EMISSÕES DE CO2 NOS DIFERENTES PAÍSES DO MUNDO E DADOS DEMOGRÁFICOS.


CLIQUE NA IMAGEM
ACIMA, E JOGUE COM O MAPA DA EUROPA


CLIQUE NA IMAGEM E LEIA AS MANCHETES DE HOJE DOS JORNAIS DE TODO O
MUNDO.


VEJA O QUANTO VOCÊ CONHECE SOBRE CONTINENTES E OCEANOS


2 JOGOS PARA O ENSINO FUNDAMENTAL


CLIQUE NA IMAGEM E CONHEÇA O MAPA-MÚNDI INTERATIVO

site www.geocienciasnomapa.com.br
CLIQUE NA IMAGEM E CONHEÇA UM SERVIÇO DE LOCALIZAÇÃO ESPACIAL DE TESES E DISSERTAÇÕES EM GEOCIÊNCIAS

  Geografia Geral e do Brasil

COMEÇA A GRANDE CORRIDA DA FÍSICA

3...2...1...e "voilà"! Aplausos e muita champanha celebraram ontem o primeiro teste do LHC. Em um segundo, um feixe de prótons completou nada menos do que 11 mil voltas em torno de um túnel de 27 km de extensão.

Quando o acelerador funcionar para valer, nos próximos meses, feixes de prótons viajando em direções opostas irão colidir a energias que reproduzirão, por frações de segundo, as condições prevalecentes instantes após o Big Bang, o evento que deu origem ao Universo.

Talvez nenhum experimento na história da ciência tenha sido esperado com tanto entusiasmo e tanta ansiedade. O LHC (Grande Colisor de Hádrons) é a maior máquina já construída. Milhares de cientistas e engenheiros de dezenas de países dedicaram anos de suas carreiras ao experimento.

O acelerador é dotado de enormes detectores, essencialmente máquinas fotográficas de extrema resolução que registram os resultados das colisões entre as partículas. É no interior dos detectores que feixes de prótons colidem uns com os outros, transformando sua energia em matéria segundo a famosa fórmula E = mc2.
A cada volta, os prótons são acelerados um pouco mais, até atingirem as energias necessárias. Quanto mais longo o percurso, mais altas as energias, explicando as enormes dimensões do túnel do acelerador.

A maior máquina de todos os tempos é usada no estudo das menores entidades da natureza, os tijolos fundamentais da matéria. O principal objetivo do LHC é elucidar o mistério da massa.

Sabemos que um elétron é 2.000 vezes mais leve do que um próton, mas não sabemos por quê. A teoria mais aceita afirma que uma partícula, o bóson de Higgs, é responsável pelas massas não só dos elétrons e dos prótons como as de todas as partículas: cada partícula interage com o Higgs com uma intensidade diferente, e é essa diferença que determina a sua massa. O LHC atingirá as energias necessárias para descobrir o Higgs e estudar as suas propriedades.

Ou não. É possível que o Higgs não exista ou que seja feito de outras partículas. Ao investigar a natureza a energias nunca dantes vislumbradas, é muito possível que ocorram surpresas. O LHC abre uma janela para uma realidade desconhecida.

Outra possibilidade é que o LHC descubra as partículas invisíveis que supostamente explicam as anomalias observadas nos movimentos das galáxias, ou que produza miniburacos negros apontando para teorias que prevêem a unidade das forças que agem sobre a matéria. Apesar do temor de muitos, o LHC não apresenta qualquer perigo para a existência da Terra. Na pior das hipóteses, ele demolirá algumas teorias sobre a matéria e sugerirá outras, contribuindo para o nosso conhecimento do Universo.

Marcelo Gleiser
Folha de São Paulo 11 de setembro de 2008

Retornar ao índice

ATUALIZADO EM 28//06/2016